HDT promove ações em prol do Setembro Verde

Profissionais do HDT atentos, em palestra com técnicos da gerência de transplantes da SES-GO.

O Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), por meio da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), tem promovido durante o mês de setembro diversas ações em alusão à campanha de conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos - “Setembro Verde”. Desde o início do mês, a fachada do hospital está iluminada com a cor símbolo da campanha, além de que membros da CIHDOTT irão percorrer setores da unidade ministrando pequenas palestras aos colaboradores sobre a importância da doação de órgãos e tecidos.

Na última terça-feira, 21 de setembro, o auditório do hospital sediou palestra com o tema “Processo de doação de órgãos e tecidos”, ministrada pelo enfermeiro da gerência de transplantes da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), Glauber Assunção. Na ocasião, os colaboradores assistenciais e administrativos do hospital puderam conhecer um pouco mais sobre os vários detalhes que envolvem o tema, bem como, tirar dúvidas a respeito.

Para o psicólogo do hospital, Cássio Fernandes, que estava presente na palestra, a ação é essencial para relembrar a todos a relevância da doação de órgãos e tecidos. “A informação é a principal arma para o apoio à campanha Setembro Verde. Momentos como esse nos nutrem de conhecimento sobre o tema e nos possibilitam um maior compartilhamento da sua intenção”, disse.

Multiplicadores

Segundo o enfermeiro Glauber Assunção, ministrante da palestra, a oportunidade de desenvolver um momento no HDT foi ímpar. “Nós da gerência de transplantes da SES-GO temos nos desdobrado para disseminar todas as práticas que envolvem o processo de doação. Estar no HDT falando sobre o tema é mais uma forma de manter os colaboradores da saúde inteirados sobre o assunto e, por consequência, auxiliá-los para que atuem como multiplicadores dessas informações. Precisamos aumentar o número de doadores de nosso estado”, ponderou.

De acordo com a coordenadora geral de enfermagem do hospital e membro da CIHDOTT da unidade, Patrícia Lisboa, que é doadora de órgãos convicta, o apoio à ação é uma forma direta de cuidar e salvar vidas.

“Eu apoio totalmente essas ações porque é muito importante informar e conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos para salvar vidas. A única certeza que temos nessa vida é sobre a morte, e torna-se um ato de amor pensar no próximo numa hora dessas, mesmo que o momento seja de muita dor para quem fica”, resumiu.

Igor Guimarães (texto e foto) ISG
Coordenador de Comunicação - HDT

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.