HMI inicia campanha de prevenção ao Suicídio

Ação visa conscientizar colaboradores e usuários sobre o valor da vida, além de  alertar sobre esse grave problema de saúde pública

O Hospital Estadual Materno Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), por meio do setor de Psicologia, deu início, nesta quarta-feira (22/09), à programação da campanha Setembro Amarelo – mês dedicado a prevenção do suicídio. Este ano, o slogan da ação é “Agir salva vidas” e tem por objetivo alertar as pessoas de como identificar alguém que esteja precisando de ajuda e tratamento psicológico.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta o suicídio como um grave problema de saúde pública mundial, responsável por mais de metade das mortes no mundo. Em 2019, mais de 700 mil pessoas morreram por suicídio: uma em cada 100 mortes. Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil são registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos. Cerca de 96,8% dos casos estavam relacionados a transtornos mentais como depressão, transtorno bipolar e o abuso de substâncias.

Ajuda

Os números são preocupantes. Para chamar a atenção e alertar os colaboradores e usuários da unidade para a questão, foi montado no hall do 1º andar do hospital, um ipê amarelo com mensagem de incentivo e valorização à vida. A equipe da Psicologia também distribuiu laços amarelos e bombons em panfletos informativos de mitos e verdades sobre o suicídio, com endereços de atendimentos psicológicos e psiquiátricos. O setor de Nutrição também aderiu à campanha de prevenção por meio da cor amarela e serviu suco de caju e gelatina de abacaxi, durante o almoço.

Muitos colaboradores fizeram questão de tirar uma foto de frente ao ipê amarelo. Os participantes da ação aprovaram e reforçaram a importância de iniciativas como essa para os profissionais do hospital. “Que árvore linda! Amei as frases positivas”, disse Sueli Ramos. “Infelizmente a depressão não é estampada no rosto. Temos que prestar atenção aos sinais de alerta”, pontuou o enfermeiro João Lucas Dornelles. “Achei maravilhoso! Uma bela exposição dessa árvore com palavras de otimismo e motivação”, afirmou a médica Maria Elaine.

De acordo com a coordenadora da Psicologia, Flávia Zenha, é importante chamar atenção para a saúde mental e saber que temos saídas para enfrentar os momentos difíceis da vida. “Utilizamos a simbologia da árvore para dar visibilidade à importância da saúde emocional. A árvore tem raízes que lhe dão sustentação e força. As mensagens deixadas aqui é para que cada pessoa saiba que não está sozinha, que ela é importante, que existe alguém que a ama. É isso que queremos passar: que podem contar com nosso apoio e não deixar de procurar ajuda, se for necessário”, destacou  a psicóloga.

Até o fim do mês, outras atividades em alusão ao Setembro Amarelo, serão realizadas no HMI.

Marilane Correntino (texto) Foto: Divulgação

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.