Hugol promove treinamento sobre acidente vascular cerebral

Curso é ministrado pela neurologista da unidade do Governo de Goiás Louise Azevedo, que reforçou importância da “janela de tempo” para tratamento do AVC isquêmico

Neurologista do Hugol, Louise Azevedo ministra treinamento sobre acidente vascular cerebral

O Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) realizou nessa quinta-feira (28/10), treinamento sobre o protocolo de acidente vascular cerebral (AVC) instituído na unidade, com o objetivo de capacitar os colaboradores da unidade do Governo de Goiás sobre essa doença, que é a segunda causa de morte no mundo e a primeira de incapacidade. De acordo com dados do Ministério da Saúde, somente em 2017, foram registradas 101,1 mil mortes decorrentes da doença.

“A desinformação sobre os sintomas da doença tem um impacto muito grande na condução da vítima de AVC para um diagnóstico em uma unidade de saúde. Normalmente, não se dá a devida atenção para os sinais, que podem ser déficit motor (fraqueza ou paralisia do corpo), dificuldade de fala ou visão, vertigem e dor de cabeça aguda. Como a população está mais estressada durante a pandemia, cuidando menos da saúde, isso leva ao aumento dos fatores de risco da doença”, explica o neurocirurgião do Hugol, Dionísio Figueiredo Lopes.

O treinamento foi ministrado pela neurologista da unidade Louise Azevedo, que reforçou a importância da “janela de tempo” para o tratamento do AVC isquêmico: “O paciente que chega ao hospital em até 4 horas e meia do início dos sintomas tem a oportunidade de ter sua história mudada. Este paciente em ‘fase aguda’ ainda tem áreas de cérebro salváveis e se for instituído o tratamento correto pode haver reversão dos sintomas.”

O protocolo da AVC é multiprofissional e interdisciplinar para a avaliação e tratamento dos pacientes com a doença na unidade, visando promover atendimento ágil, com segurança e eficácia, baseado nas melhores evidências disponíveis na literatura. Os números de atendimentos para pacientes vítimas de AVC no Hugol, dentre urgência e emergência, internação e ambulatorial, seguem uma crescente ano a ano desde o início das atividades da unidade, totalizando 10.892 atendimentos de julho de 2015 a setembro de 2021.

José Ferreira Neto (texto) e Edson Freitas (foto)/Agir

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.