O impacto da COVID-19 na educação em saúde no Brasil será debatido durante Jornada Científica da SES-GO

O surto da COVID-19 também transformou-se em uma enorme crise educacional. De acordo com a Unesco, mais de 1,5 bilhão de estudantes e jovens em todo o planeta estão sofrendo ou foram afetados pelo impacto do fechamento de escolas e universidades devido à pandemia da COVID-19.

“Para sermos francos, devemos reconhecer que não estávamos preparados para uma ruptura em tamanha escala. Quase da noite para o dia, escolas e universidades de todo o mundo fecharam suas portas, afetando 1,57 bilhão de estudantes em 191 países”, escreveu a diretora-geral adjunta de Educação da UNESCO, Stefania Giannini, no prefácio de um estudo divulgado pela instituição denominado COVID-19 e educação superior: dos efeitos imediatos ao dia seguinte (acesse-o aqui).

Neste documento, a Unesco aponta as consequências do isolamento social imposto pela pandemia na educação. Segundo Giannini, independente do nível educacional, os principais perigos são a ampliação das desigualdades na aprendizagem, o aumento da marginalização e a impossibilidade dos estudantes mais em desvantagem continuarem os estudos. A educação superior não é exceção, embora, nesse nível, a tecnologia digital tenha tido maior impacto nas últimas décadas.

Especialista convidado

Diante da relevância do tema, o Governo de Goiás, por meio da Superintendência da Escola de Saúde de Goiás, da Secretaria de Estado da Saúde, traz o especialista Alaim Souza Neto para falar sobre o impacto da COVID-19 na educação em saúde no Brasil durante a 5ª Jornada Científica e 1ª Jornada Científica Nacional. Graduado em Licenciatura em Letras, Pedagogia e Engenharia Química, Alaim tem pós-doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Suas pesquisas têm sido voltadas para discussões em torno do Currículo, Organização, Avaliação e Gestão Escolar, Formação de Professores, Estudo da Linguagem, Leitura ou Literatura, Tecnologias Digitais e Cultura Digital.

Pesquisador atuante em nível nacional, Neto já publicou um livro sobre tecnologias digitais em sala de aula. “Do aprender ao ensinar com as tecnologias digitais: discussões atuais aos professores” foi lançado em 2016 pela Editora Pimenta Cultural. Em 257 páginas, o especialista trabalhou a tese de que, apesar de haver políticas de inserção das tecnologias dentro das escolas, o recurso não é incorporado didaticamente no mesmo ritmo. O livro analisa também a presença de disciplinas instrumentais e reflexão teórica sobre tecnologia digital nos cursos de licenciatura.

Café com metodologias

Além da participação do conferencista convidado, a mesa virtual sobre o desenvolvimento de novas metodologias e ferramentas de ensino-aprendizagem vai contar com a participação das coordenadoras do projeto Café com Metodologias, da Gerência de Projetos Educacionais e Ensino em Saúde da SESG. Kely Cristina, Valquíria Vicente e Sânzia Ferraz vão falar sobre as trajetórias, desafios e potencialidades do projeto, que foi selecionado para ser apresentado na Mostra Nacional de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde em Tempos de Pandemia do Coselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). O Café com Metodologias oferece encontros semanais on-line que abordam métodos pedagógicos coparticipativos. De acordo com as idealizadoras, o projeto tem como objetivo promover a capacitação de profissionais da saúde no desenvolvimento de ações de educação permanente em saúde.

SERVIÇO:

Data: 25 de novembro
Horário: 13h30 às 15h00
O que? Mesa Virtual: O impacto da COVID-19 na educação em saúde no Brasil: o desenvolvimento de novas metodologias e ferramentas de ensino-aprendizagem
Onde: Jornada Científica da SES-GO (24 e 25 de novembro) – Plataforma Virtual

Inscrições: https://www.saude.go.gov.br/jornada2021

Mais detalhes sobre a Mesa Virtual:

Coordenação: Drª Alessandra Marques Cardoso (Superintendência da Escola de Saúde de Goiás - SESG)

13:30 – 14:00 – Conferência 1: FORMAÇÃO, CURRÍCULO E ESCOLA: Os desafios da integração das tecnologias em contextos educativos formais

Conferencista: Alaim Souza Neto (Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC)

14:00 – 14:30 – Conferência 2: Café com metodologias e tecnologias: trajetória, desafios e potencialidades

Conferencistas: Kely Cristina, Valquíria Vicente, Sânzia Ferraz (Secretaria de Estado da Saúde de Goiás - SES-GO)

14:30 – 15:00 – Debate

Por Gabriela Dutra, da Superintendência da Escola de Saúde de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.