Conselho Regional empossa Comissão de Ética de Enfermagem do Hugo

Enfermeiras e técnicas de enfermagem passam a compor grupo responsável por acompanhar as atividades dos profissionais da unidade do Governo de Goiás

As integrantes da Comissão de Ética de Enfermagem Institucional do Hugo, após serem empossadas

Nove enfermeiras e técnicas de enfermagem foram empossadas na sexta-feira (19/20) como integrantes da Comissão de Ética de Enfermagem Institucional do Hospital Estadual de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz (Hugo). O grupo instituído pela presidente Conselho Regional de Enfermagem de Goiás (Coren-GO), Edna de Souza Batista, tem função educativa, consultiva e de averiguação do exercício ético-profissional nas áreas de assistência, ensino, administração e pesquisa em enfermagem, como descreve a gerente assistencial do Hugo, Janine de Paula.

Mércia Coutinho Pereira, Luzia dos Santos Oliveira, Keilane Carvalho dos Santos e Renata Karisy Costa Canedo são as cinco enfermeiras titulares no triênio 2021/2023 da comissão de ética. As técnicas de enfermagem do Hugo titulares da comissão são Diana Bonfim da Costa, Carla Caroline Nogueira de Holanda e Maria Isabel Vargas Farfan. Como suplentes, foram empossadas a enfermeira Anne Caroline Barbosa e a técnica de enfermagem Ana Cláudia Neves Dourado.

O Coren-GO define como competência da Comissão de Ética atuar de forma permanente junto à diretoria e corpo de enfermagem da instituição, orientando e colaborando com a prevenção das ocorrências de faltas éticas. 

“Compete à Comissão de Ética de Enfermagem Institucional garantir a conduta ética e zelar pelo exercício da profissão de enfermagem na instituição, combatendo o exercício ilegal, educando, discutindo e divulgando o código de ética e processo ético dos profissionais de enfermagem”, descreve o Coren-GO no documento de posse assinado por Edna de Souza Batista.

Janine de Paula explica que a atuação da Comissão de Ética de Enfermagem contribui para aprimorar os serviços de atendimento na área de saúde, o que garante a conduta ética dos profissionais que atuam na unidade do Governo de Goiás.

Augusto Diniz (texto e foto)/INTS

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.