Hospital Estadual de Formosa conta com Round Multidisciplinar em sua UTI

Equipes médicas da unidade do Governo de Goiás no Entorno do DF realizam visitas à beira-leito estudar os casos dos pacientes e estabelecer condutas para reduzir tempo de internação

Equipe médica que realiza visitas à beira-leito no HEF é formada por diferentes especialidades

Zelar pela qualidade dos atendimentos e alcançar altos índices de recuperação são alguns dos principais objetivos do Hospital Estadual de Formosa (HEF). Para tanto, a unidade do Governo de Goiás no Entorno do Distrito Federal, por meio de seus profissionais, realiza visitas à beira-leito – conhecidas como Round Multidisciplinar – para que as equipes médicas estudem os casos dos pacientes e estabeleçam condutas para diminuir o tempo de internação.

Desde o início dos atendimentos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o HEF tem como prioridade o acompanhamento diário de todos os internados. Pela manhã, o time de profissionais realiza visitas nos leitos para analisar os casos e estabelecer tratamentos individualizados. O objetivo do ‘round’ é aperfeiçoar os atendimentos e ampliar a linha de ação de todas as especialidades da unidade.

“O Round Multidisciplinar é mais que uma visita aos leitos. Ele se tornou uma rotina, e todas as decisões de conduta são tomadas em ‘rounds’. Nós podemos dizer que esse trabalho em conjunto tem ajudado no aumento das recuperações e altas da UTI”, explica Richard Nascimento, coordenador de enfermagem do HEF.

A equipe multidisciplinar é composta por médicos plantonistas e intensivistas, fisioterapeutas, psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos e equipes da farmácia e nutrição. Eles são responsáveis pela análise do quadro clínico de cada enfermo. Por isso, durante as visitas, cada profissional de saúde faz uma avaliação minuciosa, dentro de sua especialização, e discute com os demais colegas como elevar o nível e a qualidade de internação dos enfermos.

Tratamento de qualidade
Os médicos intensivistas analisam o motivo da internação e, criteriosamente, estudam a patologia e os avanços das enfermidades. Os fisioterapeutas se preocupam, principalmente, com a parte respiratória. O objetivo desses profissionais é zelar pela evolução do paciente até que a respiração seja executada sem o uso de aparelhos.

A equipe de psicologia participa do Round Multidisciplinar acolhendo todo e qualquer desconforto emocional de quem está internado. Além disso, a escuta ativa desses profissionais motiva a rápida recuperação. Eles também fazem a ponte entre a resposta ao tratamento da pessoa internada com a família.

Outros atores importantíssimos nas visitas, os fonoaudiólogos cuidam das vias áreas e da recuperação da deglutição – processo de engolir. Por outro lado, são os farmacêuticos que conectam essas especialidades e, em conjunto com os médicos, atuam na prescrição de medicamentos.

Os nutricionistas elaboram a terapia nutricional, que visa equilibrar os nutrientes e vitaminas necessárias para a recuperação do paciente. A terapia nutricional tem como objetivo usar as propriedades de cada nutriente, podendo ser via nutrição enteral – por meio de sondas – ou parenteral, onde os complementos nutricionais são introduzidos pelas vias intravenosas.

Leitos
O HEF conta com 20 leitos UTI, implantados durante a fase mais crítica da pandemia. O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), que administra o HEF, equipou o hospital com bombas de infusão, ventiladores pulmonares, monitores multiparamétricos, eletrocardiógrafos e oxímetros.

“O HEF está em uma constante busca pelo aperfeiçoamento de suas técnicas. Unir os profissionais na área mais delicada da unidade reforça a nossa preocupação em prestar o atendimento com qualidade e preservar vidas”, afirma Vânia Fernandes, diretora da unidade.

Dario Vasconcelos (texto e foto)/Imed

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.