Goiás bate recorde no número de doações de órgãos no começo de outubro

Central de Transplantes da SES aponta que ações do Setembro Verde resultaram em sete doações em apenas seis dias, beneficiando mais de 22 pacientes

Hugol é uma das três unidades estaduais onde foram feitas as captações de órgãos este mês

Nestes seis primeiros dias de outubro, Goiás já bateu recorde no número de doações de órgãos e tecidos, com sete doações. Só na quarta-feira (5), foram quatro doações que beneficiaram 22 pacientes de Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Paraná.

As captações dos órgãos e tecidos foram realizadas no Hospital Estadual de Santa Helena de Goiás Dr. Albanir Faleiros Machado (Herso), Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Heana) e no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). 

Para a gerente da Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), Katiúscia Freitas, esses números são resultados da ampla mobilização pela doação de órgãos e tecidos realizada durante a campanha Setembro Verde, de conscientização sobre a importância da doação de órgãos. 

“Realizamos as atividades com o intuito de mostrar como esse diálogo contribui para que as famílias atendam ao desejo de seu ente querido. Dependemos desse gesto de amor para diminuir a fila de espera e dar esperança para os pacientes que aguardam por um órgão. Quando uma família autoriza a doação, outra família se enche de alegria pelo seu familiar que será beneficiado”, explica Katiúscia. 

A gerente completa que a média durante todo o ano foi de cinco doações mensais. “Fizemos um trabalho consciente, fazendo o alerta de que é necessário apenas o consentimento da família para que os órgãos sejam doados. A campanha ajuda a reforçar a mensagem para que as pessoas conversem com suas famílias sobre o desejo de ser um doador”, reforça a gerente. 

Nas doações realizadas na quarta-feira, a Central de Transplantes teve apoio logístico da Força Aérea Brasileira (FAB), do Serviço Aéreo do Governo de Goiás e do Aeroporto Internacional Santa Genoveva, que abriu a pista no período noturno para que o transporte dos órgãos fosse realizado.

Sessenta ações
Ao todo, a Central de Transplantes realizou mais de 60 ações no mês do Setembro Amarelo, que incluíram atividades em dois shoppings de Goiânia. Foram palestras, sessão de cinema e o 1º Passeio Ciclístico pela Doação de Órgãos e Tecidos, que reuniu mais de 340 ciclistas amadores e profissionais.

Isabela Melo (texto) e Iron Braz (foto)/Comunicação Setorial SES-GO