Atenção Domiciliar em Saúde é tema de encontro promovido pela SES

O evento online é voltado para profissionais de saúde que atuam nos municípios habilitados no Programa Melhor em Casa

A atenção domiciliar proporciona ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES- GO) realiza no próximo dia 7 de dezembro o Terceiro Encontro de Serviços de Atenção Domiciliar em Saúde. O evento on-line tem como objetivo atualizar as equipes de saúde do serviço de Atenção Domiciliar (AD) dos municípios habilitados no Programa Federal Melhor em Casa. A organização é da Superintendência de Atenção Integral à Saúde (SAIS).
 
Entre os temas estão: o papel do Melhor em Casa na rede de atenção à saúde; linha de cuidado em ventilação mecânica domiciliar (VMD): o protagonismo da participação da equipe multidisciplinar. Haverá ainda apresentação de uma experiência exitosa.

Este ano, Goiás registrou um aumento de 80% do número de municípios habilitados no programa federal "Melhor em casa”. Atualmente, 63 municípios com um total de 125 equipes desenvolvem o programa de humanização e a atenção à saúde, promovendo conforto ao usuário e às famílias.

Melhor em Casa
O programa é indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou com dificuldades de sair de casa para chegar até uma unidade de saúde. São atendidas ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o tratamento. A atenção domiciliar proporciona ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família e ainda evita hospitalizações desnecessárias e diminui o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Atendimento
Nos casos em que o paciente precisa ser visitado semanalmente ou mais, ele poderá ser acompanhado por equipes específicas da Atenção Domiciliar, como as que fazem parte do Programa Melhor em Casa.

Equipes multidisciplinares, formadas por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeuta ou assistente social realizam o atendimento, avaliando particularmente cada caso.

Para que esse atendimento traga benefícios, o programa faz comunicação entre os pontos da rede de saúde, como os hospitais, Upas e pronto-socorro, sempre priorizando a desospitalização. Deixar que o paciente receba o tratamento em casa, ajuda a otimizar o uso da rede e a deixar no hospital, só quem precisa.

"O programa substitui as hospitalizações de baixa complexidade. Ele é voltado para as pessoas que estão numa situação de saúde que precisa de um olhar constante, de uma equipe de multiprofissionais, igual acontece no hospital, mas elas não correm risco de morte por estarem fora do hospital", garante a gerente de Atenção Terciária à Saúde da SES-GO, Márcia Ribeiro de Souza.

Capacitação e "desospitalização"
A SAIS promoveu em 2022 encontros com os profissionais dos serviços de atenção domiciliar em Goiás. Também realizou oficina sobre síndrome pós-Covid, tendo como objetivo capacitar profissionais para assuntos voltados à prática profissional, além de reuniões com gestores municipais para divulgação do programa e apoio na implantação.

O Projeto "Desospitaliza Goiás" é um importante marco para o Estado e estabelece estratégias importantes para o trabalho de desospitalização. É desenvolvido na ampliação do número de municípios com Serviços de AD habilitados no Programa Federal Melhor em Casa; na criação de serviços intra-hospitalares de apoio à desospitalização e criação de Serviços de Apoio à Desospitalização (SAD Estadual), em funcionamento no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), no Hospital Estadual de Dermatologia Sanitária Colônia Santa Marta (HDS) e Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Heana).

Serviço

III Encontro de Serviços de Atenção Domiciliar em Saúde
8h30 às 11h30
Dia 7/12

Você é convidado a participar do evento pelo link: (https://conasems-br.zoom.us/j/84028331398)
  
Yara Galvão (texto)
Fotos: SAIS